DOR é caracterizada como uma “experiência sensitiva e emocional desagradável associada ou relacionada a lesão real ou potencial dos tecidos. Cada indivíduo aprende a utilizar esse termo através das suas experiências anteriores”.

A dor pode variar quanto a sua origem, localização e duração.

Dor localizada
Dor localizada se caracteriza por dor que se restringe a uma região específica do corpo (dor decorrente de uma torcida no pé).

Dor difusa
Dor difusa se caracteriza por dor que está espalhada por diversas regiões do corpo (dor decorrente de um quadro de fibromialgia).

Dor aguda
A dor aguda se caracteriza por dor resultante de uma lesão traumática, cirúrgica ou infecciosa, de início abrupto e curta duração. Tem caráter fisiológico e função de defesa, evitando injúrias ao local lesado. A dor aguda normalmente é auto-limitante e tende a desaparecer com a cura dos danos físicos.

Dor Crônica
A dor crônica se caracteriza por dor que persiste além do tempo normal de cura tecidual (normalmente com tempo maior que 3-6 meses de duração). Atualmente é aceito que a dor crônica representa uma doença em si, em que não há evidência de dano tecidual ou razão biológica para essa dor. A dor crônica é de difícil controle e acarreta em perda, muitas vezes grave, da qualidade de vida do indivíduo.

Uma classificação mais contemporânea classifica a dor como adaptativa ou mal-adaptativa. A dor adaptativa é uma reação normal a uma lesão tecidual (dor inflamatória). Caso a dor adaptativa não seja tratada adequadamente, mudanças ocorrem na medula espinhal e cérebro, levando a uma dor chamada de mal-adaptativa (dor central). Quanto mais tempo a dor ficar sem tratamento adequado, mais provável que se torne em dor mal-adaptativa, mais séria e mais difícil de tratar.

Dor neuropática
A dor neuropática é causada por lesão ou disfunção direta no sistema nervoso periférico ou central. É normalmente caracterizada por sensação de dor em queimadura, formigamento e/ou agulhada. Tipicamente, a dor neuropática está associada a alodínea, hipersensibilidade e alterações sensoriais.

Dor nociceptiva
A dor nociceptiva é causada por lesão ou dano tecidual. Que gera estímulo nervoso doloroso, gerando uma resposta defensiva, nem sempre envolvendo plena consciência do indivíduo. Normalmente a dor nociceptiva é caracterizada por dor chata que piora ao movimento, com local definido e intensidade variável.

Dor mista
A dor mista se caracteriza por combinação dos sintomas dolorosos previamente descritos, em decorrência de lesões ou dano tecidual associado a alterações do sistema nervoso central ou periférico.

Hiperalgesia
Hiperalgesia se refere a sentibilidade elevada à estimulação, sendo com freqüência utilizada para designar uma resposta desagradável exacerbada a um estímulo que não é considerado nocivo.

Alodinia
A Aldodinia refere-se à uma dor resultante de estímulo não nocivo sobre a pele normal.

Dor somática
A dor somática é originada de lesões em ossos, articulações, músculos e pele. Esse tipo de dor se caracteriza por dor localizada, constante, lancinante, contínua e pulsante.

Dor visceral
A dor visceral é decorrente de estiramento, distensão ou inflamação de vísceras. Esse tipo de dor é descrita como dor profunda, espasmódica contínua ou corrosiva, sem localização exata.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário